PROCESSOS MÉDICOS EM ESTÉTICA

O Brasil é atualmente o recordista mundial em cirurgias plásticas, passando a frente dos Estado unidos segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Este fato positivo que demonstra o excelente nível de formação de seus profissionais, contrasta com o crescente número de processos por erro médico em procedimentos estéticos. Matéria publicada no caderno “Cotidiano” do Jornal Folha de são Paulo de 27/09/2009 (veja matéria na integra), relata que muitos médicos que atuam neste segmento não possuem especialização em cirurgia plástica ou mesmo fizeram residência médica.
[photopress:estudantes_contrato.jpg,thumb,pp_image]

Deste modo é importante que o paciente certifique-se da formação do profissional e também dotipo de contrato que será realizado. A formação do profissional pode ser verificada através do site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – www.cirurgiaplastica.org.br, que oferece possibilidade de pesquisa através do nome e Estado onde esta sediado o médico.

Com relação ao tipo de contrato, existem dois tipos distintos: Contratos de Meio e Contratos de Resultado.
Os contratos de meio são aplicados às cirurgias de cunho estético, nas quais o médico utiliza sua expertise mas não pode garantir um resultado mensurável. Já os contratos de resultado, são aplicados às cirurgias estéticas, onde o resultado pode ser aferido.

Outro instrumento jurídico que faz parte do contrato é o Termo de Consentimento Informado. Através deste termo o médico informa o paciente sobre os riscos, objetivos do tratamento, cuidados e orientações, com os quais este deve concordar.

É crescente o número de clínicas que assessoramos na elaboração destes procedimentos. Para o paciente uma demonstração de profissionalismo e transparência com relação ao serviço, e para a clínica a segurança contra possíveis problemas.

Written by

Lopes Silva Advogados tem como missão: “Fazer justiça, minimizar perdas e trazer lucro aos nossos clientes, através da melhor prática do direito, nas áreas de nossa especialização, mantendo a ética e a responsabilidade social”

No Comments Yet.

Leave a Reply